Descubra as coisas que cada signo faz e que desgastam o relacionamento

Muitas pessoas reclamam “por que eu não tenho sorte no amor? O que eu fiz de errado?” E não é tanto sobre a sorte, mas sobre atitudes e comportamentos que, quando repetidos, afastam o amor e matam a paixão.
Essas atitudes, muitas vezes podem ser inconscientes, erodindo lentamente o relacionamento e quando ele começa a arrefecer, nos perguntamos o motivo, sem saber que é o resultado de muitos comportamentos acontecidos ​​que não podíamos controlar.
Cada signo é caracterizado por uma daquelas tendências que outrora devidamente conhecidas e canalizadas nos ajudam a ter um excelente relacionamento amoroso capaz de manter sempre viva a chama do amor entre os dois, além de fortalecer outros aspectos como confiança, respeito e bom trânsito entre ambos. Todos nós temos aspectos do nosso comportamento que podemos melhorar, e é possível, e para fazer isso, a primeira coisa é identificá-los.

Quais são os erros que cometemos com o nosso parceiro que afasta o amor e a paixão?

Áries – querer mandar na conversa e insistir em que sua opinião é a certa.
Sua forma de ser ousado, corajoso, decidido e espontâneo, por vezes, encontra resistência quando o seu parceiro não admite que fiquem dando ordens para ele, como se você fosse um empregado diante de seu chefe. Talvez não é a sua intenção, mas certas atitudes, frases, poses, podem dar a sensação de que só você é quem manda, quem está certo em tudo e há que obedecer às cegas sem questionar. Se o seu parceiro não for submisso, esteja preparado para uma surpresa e até uma separação!

Touro – teimar em algo mesmo que não tenha a razão.
Você é firme em seus princípios, o que é excelente, você sabe ser determinado, constante e seguir o caminho para alcançar seus objetivos. Quando o problema aparece? no momento em que você começa a duvidar e pensa que está errado e não o reconhece. Quando duas pessoas discutem algo de boa fé e compreensão, o objetivo não deve ser para “ganhar” a todo o custo, mas para descobrir a verdade, para chegar a um acordo, ceder se é necessário e dar razão àquele que a têm. Uma atitude teimosa e inflexível de sua parte acaba afastando o seu parceiro e extinguindo a chama do amor.

Gêmeos – sobrecarregar seu parceiro com uma conversa interminável.
Como geminiano você tem aquela maravilhosa qualidade da eloquência, você é inteligente, ágil e suas conversas admiram a todos. O problema surge quando você não coloca um limite e fica o tempo todo falando. Sim, é necessário se comunicar, mas respeite o tempo e disposição de seu parceiro, porque nem todo dia estará disposto a lhe escutar e isso não significa que não se importe com seus assuntos. A comunicação não é apenas através da palavra. Um toque amoroso da mão, um olhar, uma carícia, não sempre precisa de palavras.

Câncer – estar constantemente falando do passado, de coisas já superadas.
Seu signo é muito sensível e não tende a esquecer do passado, o que é bonito quando serve como experiência e belas memórias, mas é desgastante para quem está do seu lado ouvir você constantemente trazer à tona situações já vividas, especialmente se são fatos tristes e já estão superados. É bonito recriar momentos felizes, reviver episódios juntos, mas nunca que esse tipo de lembrança afete o momento atual a ser vivido plenamente.




Leão – ofuscar o seu parceiro sem querer.
Você é o rei ou a rainha do zodíaco governado pelo Sol, com um grande carisma e uma personalidade forte e impressionante. Muitas vezes, sem perceber, certas atitudes de sua parte parecem estar sobrecarregando seu parceiro, colocando-o em segundo lugar, implicando que você está ouvindo, mas que você não se importa, porque quem está certo é você. Quem está ao seu lado está ciente dessa atitude e começa a se distanciar emocionalmente de você porque o considera autossuficiente e arrogante. Quando você esteja com essa pessoa, não minimize o que ouve, muitas vezes de quem menos espera, pode lhe dar uma grande lição, um ensinamento.

Virgem – uma atitude crítica constante, observações fora de lugar e tempo.

Páginas: 1 | 2